Condicionador sólido: por que e como usar

  • Condicionador sólido: por que e como usar

            Desde pequenas fomos acostumadas a usar não somente o shampoo, mas também um condicionador para lavar os cabelos. Olhando para o nome desse produto poderíamos até nos perguntar, por que precisamos condicionar os nossos cabelos seja de uma forma ou outra? Será que eles não podem ser livres?

            Num primeiro momento essa pergunta pode soar um exagero, mas, observando as composições e o efeito dos condicionadores convencionais, vemos que por detrás das substâncias que os compõem e dos efeitos que prometem se encontram profundas questões políticas e  ecológicas.

            Isso por que, como vemos desde os tempos antigos, o cabelo, sendo um símbolo pelo qual somos compreendidos pelos outros, acaba sendo uma parte de nossa identidade, da forma pela qual nos apresentamos e também a forma pela qual nos posicionamos perante ela.

            A depender da conjuntura social e história na qual estamos inseridos diferentes tipos de cabelos e de forma de arrumá-los são mais ou menos valorizados. Considerar como bonito um cabelo liso e bem ‘condicionado’ não é algo natural, no sentido de ser pronto, mas sim algo feito e produzido ao longo de diversos processos históricos, muitos deles de exclusão e preconceito.      

            As formulações dos produtos que usamos expressam esse contexto social e cultural no qual circulam valores próprios acerca do que é beleza. Assim, apesar das explicações científicas por detrás das fórmulas apresentadas pelos grandes laboratórios, o tipo de cabelo que esses produtos produzem é justamente um resultado dessas escolhas políticas e estéticas.

                                                        - A Cosmética Natural e os Condicionadores Sólidos - 

                Todo esse processo já há alguns anos vem sendo criticado por pessoas que buscam formulações mais saudáveis e coerentes com seus valores, onde uma beleza plural e multifacetada seja o horizonte. É dessa reivindicação, em parte, que surge a cosmética natural, como um caminho de busca por produtos e composições que ofereçam saúde verdadeira para cabelos diversos.

            Os condicionadores convencionais geralmente são comercializados no formato em creme. Essa substância é uma emulsão formada por duas fases, uma aquosa e outra oleosa, sendo que, para que ocorra o processo de emulsificação que resulta no creme que conhecemos, se faz necessário um agente tensoativo (surfactante), responsável pela quebra de tensão entre as moléculas hidrofóbicas e lipofóbicas.

            Devido a essas propriedades esse tipo de produto apresenta diversos pontos negativos. Além de sua composição tornar necessária uma embalagem normalmente plástica, ela é repleta de água (podendo chegar a 90% da composição) e apresenta uma concentração baixa de ativos que realmente promovam a saúde dos fios. Apesar de apresentar um efeito de condicionamento, facilitando o pentear, a presença de surfactantes e outras substâncias derivadas de óleos minerais (petróleo) acaba por entupir os poros capilares, fazendo com que o cabelo fique, em certa medida, viciado e intoxicado. Em geral o uso prolongado dos condicionadores convencionais condiciona os cabelos a precisarem de outros produtos (como cremes e ou máscaras capilares) para que possam manter uma saúde integral.

            Os condicionadores sólidos, integrando o conjunto de esforços por uma cosmética natural, oferecem uma excelente saída que "descondiciona" a nossa forma de lidar com o cuidado dos cabelos. Eles são feitos com óleos, manteigas e ceras vegetais que disponibilizam cuidado e hidratação, favorecendo a saúde capilar de uma forma geral. Por não possuírem água na formulação, seu uso proporciona um contato direto com os bioativos, tendo como resultado a promoção da beleza natural do seu cabelo. Além disso, ao dispensar o uso de embalagens plásticas em um hábito diário, esse produto te possibilita ter uma vida com menor impacto ambiental negativo.

Como Usar? Precisa de adaptação?

             Se você ainda não usa condicionador sólido, você deve estar se perguntado, se ele é sólido como devo usá-lo? A questão é a emulsão -  processo pelo qual as moléculas dos óleos e manteigas e se unem água para formar o creminho -ocorre durante a lavagem, ou seja, ao invés do produto levar água na formulação, se utiliza a água do banho para formar o hidratante capilar. O modo de usar é bem simples: basta umedecer a barrinha, preferencialmente com água morna, e friccioná-las entre as mãos. Esse movimento irá produzir um creminho, de consistência quase leitosa, para ser aplicado nos cabelos.

            Além de ser usado no banho pode ser também muito útil como finalizador (leave in) ou mesmo para pentear, sendo usado sem enxágue. Outra vantagem dos condicionadores sólidos é que eles não precisam de um período de adaptação para que você possa sentir os benefícios, que passam a ser desfrutados já na primeira lavagem. Seu formato prático e leve faz dele um produto ideal para ser usado em viagens, evitando o inconveniente de um possível vazamento. Outro ponto positivo é a economia, além de eficaz apresenta um excelente rendimento que varia de 70 a 100 lavagens!

            Como falamos no início desse texto as formulações dos produtos que usamos não são naturalmente eficazes, elas resultam de processos de construção, de escolhas feitas em conjunturas históricas específicas. Isso vale também para os condicionadores sólidos, o ponto é que os valores que fundamentam esse tipo de produto têm como base o respeito à natureza e à individualidade de cada tipo de beleza, algo que se expressa tanto no conteúdo como na forma pela qual esses produtos são feitos. Os cabelos não precisam ser todos iguais, mas sim cuidados em sua particularidade para possam manifestar sua beleza própria, em harmonia com a nossa própria diversidade.

            Em nosso site temos duas opções de condicionadores sólidos, de Pracaxi e Cacau e de Ucuúba e Cupuaçu, o primeiro é mais recomendado para o cuidado de cabelos cacheados ou que careçam de uma hidratação mais profunda, enquanto o segundo é indicado para cabelos mistos e oleosos. Ambos são multifuncionais e rendem muito! Use condicionador sólido e descondicione sua maneira de cuidar dos seus cabelos e do planeta!

 

Fonte da foto: Pintura de @fabiogomestrindade em Trindade (GO) presente no @midianinja

Comentários

Gostou? Classifique!

Escrever comentário

Não use tags HTML!